Blog de Desenvolvimento e Marketing Digital

14 de outubro de 2019 4 min de leitura Loja virtual Marketing Presença digital Site Venda online

Os 8 erros mais comuns ao abrir uma loja virtual

Será que você está cometendo algum deles?

Abrir uma loja virtual não é uma tarefa fácil. Afinal para ter um negócio de sucesso é necessário fazer várias pesquisas, correr atrás de documentos, utilizar a criatividade e ser persistente. Por conta disso, é comum que as pessoas cometam alguns erros durante esse processo.

Para se ter uma ideia, os erros mais comuns são montar a loja antes de validar o negócio, errar na negociação com fornecedores, não dar a devida atenção ao cliente, negligenciar a questão financeira, como lucros e fluxo de caixa, não escolher a plataforma correta para alocar seu site, além de ignorar o marketing e não se adaptar ao dispositivos móveis.

Bastante coisa, não é mesmo? Mas, fique tranquilo, durante este artigo vamos esclarecer tópico por tópico para você não cometer esses erros. Acompanhe!

Para você que acabou de abrir uma loja virtual e está em busca de informações a fim de ter sucesso com o seu mais novo empreendimento, selecionamos aqui os 8 erros mais cometidos pelas pessoas durante a criação de um e-commerce, e vamos explicar como evitá-los.

1. Montar a loja virtual antes de validar o negócio

Pesquisar é a base para começar um negócio, seja ele físico ou digital. Portanto, antes de montar sua loja é importante saber o que vai vender e para quem. Com isso em mente é possível, por exemplo, analisar a concorrência.

Esse processo de pesquisa se chama benchmarking, e com ele você pode definir o que o público procura e a eficiência das ações de cada empresa do ramo. Analisando o cenário dos concorrentes você consegue encontrar e entregar ao cliente os padrões que ele espera, é capaz de prever possíveis crises e até mesmo consegue avaliar se sua ideia é realmente viável.

2. Errar na negociação com fornecedores

Ter a certeza da quantidade e de qual produto vai comprar é essencial em um negócio. Afinal, isso evita bastante o risco de cair em “furadas”. Nesse caso, o ideal é conversar com mais de um fornecedor antes de fechar negócio, além de ouvir cada um deles atentamente antes de dar alguma informação sobre sua loja, como propostas e estratégias.

Ter muita cautela ao fazer a escolha e agir de forma racional, sempre pensando no bem do seu negócio é muito importante. Outra coisa a se levar em consideração ao fazer um acordo com fornecedor é ser fiel, mas, ao mesmo tempo, deixar explícito que o vínculo não é  permanente. Dessa forma,caso ocorra algum imprevisto você pode trocar de fornecedor sem problemas jurídicos.

3. Não prestar a atenção ao relacionamento com o consumidor

Este ainda é um erro comum no meio do comércio digital, principalmente quando o foco principal do proprietário é o produto ao invés do cliente. O problema é que isso gera consequências para a loja, como perder o cliente para a concorrência. Com certeza a sua empresa não quer isso, certo?

Então, para que esse problema não ocorra é importante levar sempre em consideração a necessidade de se adaptar à vivência do cliente, respeitando o tempo dele, personalizando o atendimento, e preparando a equipe para a venda e também para o pós venda.

4. Ignorar o fluxo de caixa

É de extrema importância manter o controle financeiro da sua empresa, pois é ele que vai fazer com que seu negócio dê retorno financeiro. Para começar, é essencial saber como funciona o fluxo de caixa. Ele não é somente o dinheiro físico que a empresa possui, é a junção de todo dinheiro em caixa mais os possíveis investimentos a curto prazo que a empresa está envolvida. Os gastos com empregados, fornecedores e custos de site, por exemplo, também fazem parte dessa conta.

Além disso, a atualização diária do fluxo do caixa ajuda a manter as contas em ordem, pois em caso de adversidades não é necessário fazer revisão dos gastos pois já estará tudo registrado. O uso de um software de gestão financeira empresarial pode ajudar e muito na hora de encontrar as entradas e saídas de dinheiro da sua loja, assim como categorizar os lançamentos do caixa.

Uma atitude fora de cogitação quando se produz um fluxo de caixa é considerar valores que ainda não fazem parte da receita. Nunca atualize seu fluxo de caixa com uma entrada e saída de dinheiro que ainda não ocorreu, isso pode transformar seu caixa em uma confusão.

5. Não escolher a plataforma de vendas apropriada

Saber onde sua loja virtual está alocada e se a plataforma comporta todas suas necessidades é de extrema importância para que você consiga levar o melhor conteúdo para o seu cliente e possa crescer. Então, antes de escolher pesquise e leve em consideração as reclamações, as análises e os comentários dos usuários de diversas plataformas, faça comparações, estude a fundo cada uma delas para escolher o que melhor encaixa com sua proposta e com seu bolso.

6. Calcular o preço de venda errado

Como em qualquer outro tipo de estabelecimento comercial é necessário que ao vender algum produto você saiba minuciosamente tudo sobre ele. Conhecer seu produto é um dos primeiros passos a se dar antes de pensar em abrir uma loja virtual. Faça uma pesquisa de mercado para saber tudo sobre o produto, desde custos, despesas e até mesmo interesses do cliente. Muitas vezes o mercado funciona através de procura e demanda, e seu produto têm de se encaixar nessa dualidade. Não adianta querer vender algo que só você compraria, tente unir o útil ao agradável e para finalmente ter um comércio de sucesso.

7. Ignorar estratégias de marketing

O marketing digital não vem recebendo o devido valor, porém é ele que traz relevância à sua loja perante ao mercado. Você não pode esperar que alguém vá até sua loja virtual, vá atrás dos seus clientes. Muitas vezes essa busca ocorre nas redes sociais, e é de extrema importância saber lidar com seu público nela para evitar erros.

Dar atenção aos seu cliente é cultivar próximas compras. Responda comentários, directs, reposte stories que eles fizerem com seu produto. Tudo isso irá gerar fidelidade e fará com que essa propaganda orgânica alcance outras pessoas interessadas em seu produto.

8. Não se adaptar aos dispositivos móveis

Nos últimos anos as compras online migraram do computador para o celular e /ou tablets. Segundo a pesquisa Webshoppers em 2019, os celulares dominaram 40% das vendas online.

Então, é fundamental que o seu site seja responsivo, ou seja, consiga se adaptar em diferentes tamanhos de tela, para que o cliente tenha uma ótima experiência de compra independente do dispositivo que esteja utilizando.

O e-commerce deve ter layouts específicos para quem acessa o site através de dispositivos móveis, como a utilização apenas de elementos essenciais, botões maiores e facilidade de inserções de informação, como auto-complete, teclados numéricos e logins sociais.

Como deu para perceber, portanto, ninguém está imune de cometer erros, mas o importante é se preparar e estudar com a intenção de minimizar as chances deles acontecerem e prejudicarem o seu negócio. Agora que você já tem as principais informações sobre como abrir uma loja virtual e está interessado em saber mais sobre este conteúdo, clique aqui para conversar com um de nossos consultores.

Time da Onlinesites
Escrito com por:
Time da Onlinesites
Compartilhar artigo:

Certificações e Parcerias

Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites - Certificado
Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites - Certificado
Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites - Certificado
Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites - Certificado
Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites - Certificado

Endereço

Av. Cel. Júlio Ribeiro Gontijo, Nº 321
Bairro Esplanada Divinópolis - MG - Brasil