Como o follow up pode ajudar a vender mais

Como o follow up pode ajudar a vender mais

Tempo de Leitura: 8 minuto(s)

A questão é que muitos vendedores ainda não entenderam bem para que serve o follow up e acabam perdendo muitas oportunidades. Quando não adquirimos o hábito de acompanhar o prospect que seria um futuro cliente, ele pode escorregar da nossa mão e cair no colo do concorrente.

Isso, para nós vendedores, é uma coisa que abala nossas emoções $, não é mesmo?

O processo de vendas é o caminho que direciona o sucesso daquela prospecção que você começou e provavelmente já tirou conclusões precipitadas (ou não, a intuição também é uma ferramenta do nosso trabalho) do final da negociação.

O que é follow up?

Follow up nada mais é do que um acompanhamento do contato com um lead ou cliente. Ele pode ser feito por telefone, por e-mail ou Skype.

Esse acompanhamento é uma das etapas mais importantes do processo de venda, pois é o momento em que o vendedor sente em que estágio o lead se encontra e qual a próxima ação para a negociação fluir.

Por isso o funil de vendas é uma poderosa arma para identificarmos se o lead está pronto ou não para evoluir ao próximo passo.

O processo de abordagem, acompanhamento e evolução pode ainda não estar bem definido ou até mesmo não sabemos como fazer e por onde começar. E acabamos na correria do dia a dia, perdendo tempo, no nosso caso perderemos bons negócios! E como consequência trabalhamos muito, produzimos pouco e colhemos menos frutos ainda.

O objetivo é acompanhar o lead e fazer com que ele avance no processo, o que aproxima o vendedor do potencial cliente, gerando confiança é ele entenderá que você está ali para sanar dúvidas e propor solução para dor que ele enfrenta no momento.

Assim o vendedor atuará como consultor e o cliente agregará este valor à negociação em andamento.

Esta relação que será criada durante o follow up, pode ser decisiva e trazer o crescimento dos resultados do time de vendas.

Como fazer um bom follow up?

A principal dúvida é como fazer de forma eficaz, a maioria dos vendedores sentem dificuldades em como aplicar o follow up nas etapas da venda.

O processo se inicia junto as estratégias de acompanhamento e logo após o envio da proposta, alinha-se as expectativas do lead com a proposta apresentada.

É muito importante estruturar um processo de follow up, pois é o que vai te auxiliar a guiar os leads ao fechamento, evitando a perda de oportunidades.

Em média, é necessário que se faça pelo menos 8 contatos com o lead para que se encontre a oportunidade exata de fechamento da venda.

Porém, segundo pesquisas, o vendedor costuma encerrar o contato com duas ou três tentativas de follow up.

Os 4 principais erros que o vendedor pode cometer:

Não se programar a partir do primeiro contato;
Combinar de entrar em contato e não cumprir o prazo prometido;
Não considerar as variáveis do negócio de seu cliente para construção do follow up;
Pular a etapa de benchmarking, e iniciar o contato sem conteúdo para argumentar.

Como definir o fluxo de cadência?

O conjunto de follow ups realizados com o lead, é chamado de fluxo de cadência. Este fluxo é o planejamento de execução e espaço de tempo entre os contatos feitos com o lead, ou seja, o vendedor se organiza, descreve e programa cada contato.

O objetivo é deixar a relação aquecida, enquanto se executa cada etapa do processo de vendas, com o foco na evolução da negociação a cada passo.

É muito importante que o vendedor entenda o comportamento do seu cliente. Conseguir detectar o momento ideal para realizar o primeiro contato, contribui para a evolução das etapas.

Considerando a média recomendada de 8 contatos garanta uma distância estratégica entre eles, demonstrando cautela e evitando que o vendedor se passe por chato.

Porém é necessário mostrar ao lead que é persistente, que o negócio dele é importante para a empresa, sempre agregando valor a negociação. Ele precisa absorver que seu foco é contribuir, facilitar e somar benefícios ao produto ou serviço que ele presta.

Como a automação de marketing pode acelerar o funil de vendas

Considerando que a automatização pode ser uma palavra sinônima de ágil e simples, dentro do planejamento estratégico não acontece bem assim. É um processo muito amplo, com inúmeras possibilidades.

O objetivo principal é o engajamento com a persona. Isso pode ser feito através de campanhas de e-mails marketing, nutrição de leads, avaliação das reações do público, retenção de clientes e mensuração de resultados.

O trabalho é desenvolvido pela equipe de marketing junto ao comercial. O alinhamento entre os dois times é extremamente importante, muitas empresas tem adotado a metodologia do Vendarketing como processo de alinhamento das metas de ambos os times.

O time de marketing elabora o planejamento, executa e mensura a taxa de conversão. O processo é realizado em busca da qualificação do lead para que ele chegue ao comercial pronto para negociação e fechamento da venda.

Você conhece bem o seu funil de vendas?

O funil de vendas que às vezes é chamado de pipeline são as etapas e gatilhos que acompanham a evolução da jornada de compras dos leads captados.

O funil determina o estágio que o lead se encontra, para que você possa se relacionar com ele de acordo com as necessidade identificadas.

O seu funil será determinado pelas características construídas junto as personas criadas por você e seu time de marketing.

A ideia é construir o perfil de seus clientes e identificar aos prováveis comportamentos deles. O trabalho começa por uma visão macro do ambiente e se afunila através da personalização dos hábitos de seu lead.

Como são fomentadas a evolução das etapas do funil de vendas?

Através do marketing de conteúdo que utiliza-se da criação de conteúdo direcionado a persona pensando em cada estágio que ela se encontra.

Criando uma aproximação com o público alvo através da descoberta e atração, identificação da dor do cliente e apresentação de solução, contato e interação com o lead.

A medida que um lead entra em contato com o conteúdo da sua marca e interage, o time de marketing desenvolve mais materiais relevantes que podem ser aproveitados por você no atendimento e no follow up.

Assim como você pode sugerir temas ou descrever as perguntas mais fequentes que escuta nos seus atendimentos e pedir que produzam para auxiliar nas suas conversas.

Quer saber mais sobre marketing de conteúdo? Acesse este material sobre estratégias de conteúdo que separei para você.

Conheça a importância de um bom CRM.

Aqui na Onlinesites utilizamos uma ferramenta de CRM que nos permite agilizar todo o processo, integrando as automações do RD Station, e a minha rotina de atendimentos: o Moskit.

O Moskit é um software que aumenta a produtividade e garante um relacionamento mais eficiente com os contatos gerados. Através de um gerenciador de tarefas e negócios, consigo gerenciar e avaliar através das métricas definidas junto ao marketing os resultados obtidos.

Enfim, a ideia é estabelecer um relacionamento que entregue valor e eduque o cliente, avaliando as etapas deste processo para que se conheça as necessidades do consumidor, mantendo a produção de conteúdo que sejam relevantes para os leads em cada estágio do funil de vendas.

Quer caminhar ao meu lado nessa busca constante por conhecimento? Siga nossas redes sociais, pois toda nossa equipe quer dividir e trocar experiências.

 

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM DE:

Sobre Nós

Atualmente, estar presente no meio digital é primordial para a sobrevivência de qualquer negócio. A ONLINESITES está a 15 anos desenvolvendo sites e estratégias de marketing digital para empresas de vários segmentos do mercado. Em nosso portfólio temos mais de 350 clientes ativos no Centro Oeste Mineiro, região metropolitana de Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro.

Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites.
Av. Cel. Júlio Ribeiro Gontijo, 321 - Esplanada
Tel.: (37) 3221-5817

Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites

© 2019 - Todos os direitos reservados