Como montar uma loja virtual em 5 passos

Tempo de Leitura: 11 minuto(s)

A era digital trouxe muitas vantagens para quem tem um negócio. Hoje, é possível vender seus produtos online, sejam eles quais forem, de maneira prática, rápida e sem sair de casa. Segundo a pesquisa Webshoppers feita no ano de 2019, houve um crescimento de cinco vezes nas compras online em comparação às realizadas em lojas físicas. 

Apenas com esse dado já é possível perceber que há muitas vantagens em se ter uma loja virtual. Para se ter uma ideia, não é necessário fazer um grande investimento inicial sem a certeza de retorno, como acontece em lojas físicas, além de não ter a barreira física, já que na internet é possível alcançar qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo. Logo, se você já tem um nicho definido para seu comércio e não possui um grande capital de investimento, o e-commerce é o ideal para o seu caso. 

No entanto, para começar a fazer comércio online é necessário tomar algumas decisões, entre elas: decidir qual será o nome e registrá-lo, escolher a plataforma onde a loja será alocada, pensar na logística para a entrega de seus produtos, analisar o mercado concorrente e, ainda, decidir quais as opções de pagamento que seu site irá disponibilizar. 

Embora todos esses aspectos a se resolver pareçam muito difíceis, não é o fim do mundo. Vamos te explicar neste artigo detalhadamente como montar uma loja virtual em 5 passos. Acompanhe e tire todas suas dúvidas em relação ao e-commerce.

Passo a passo para montar uma loja virtual em 5 passos

Quando o assunto é montar uma loja virtual, você precisa se organizar para que o site dê resultados, sendo assim nada melhor do que deixar as coisas em dia desde o começo. Para isso, confira com bastante atenção todos os passos que serão explicados logo abaixo e, o principal, vá com calma e não desista, pois os resultados de vendas não mudarão em um dia, ainda será preciso conquistar seu cliente após abrir a loja. 

Passo 1: Escolha o nome e registre o domínio 

O primeiro passo é simples. Se você já possui um nicho de negócio definido é muito mais fácil decidir qual será o nome do seu e-commerce. Após escolhido o nome, você deve registrar o domínio online. O domínio é a identidade do seu site na internet, ele funciona como um endereço que fornece orientações para direcionar as pessoas ao seu site, assim como um código postal quando se está procurando a localização de algum lugar no GPS.

A escolha do domínio deve ser semelhante ao nome escolhido para sua empresa e deve ser fácil de promover e encontrar. Em seguida, você deve escolher a plataforma para alocar seu domínio, mas esse é um assunto do próximo passo, confira.

Passo 2 - Escolha a plataforma 

O segundo passo é um dos mais importantes: escolher a plataforma na qual seu site irá funcionar. Para isso é importante prestar atenção nos tipos disponíveis no mercado a fim de descobrir qual se encaixa melhor com o seu negócio, tanto agora como a longo prazo, já que a maioria dos contratos dura três anos. 

Vale ressaltar que os tipos de plataforma que encontramos online são as gratuitas, as de código aberto e as pagas. Cada uma possui uma especificidade, porém a paga ainda é a melhor opção para você que não quer perder tempo com limitações em relação à customização ou aprender a programar como nas plataformas de código aberto. 

Com a plataforma paga, você possui suporte de qualidade, design fácil e prático. No entanto, tenha em mente que haverá um investimento para manter o site no ar, certo? Se já sabia disso, então veja logo abaixo algumas das plataformas de qualidade que existem.

Tray

A Tray é uma plataforma de e-commerce que existe há 15 anos no país e atende desde o pequeno lojista até grandes lojas. Nela você consegue escolher entre cinco planos pré-estabelecidos, além de um plano corporativo. Além disso, ela possui um suporte ao cliente de qualidade, assim como integração com marketplaces consagrados como o Mercado Livre. É possível gerenciar sua loja via celular, trazendo uma grande praticidade para seu dia a dia. É uma plataforma cheia de funcionalidades e possui um design totalmente personalizável. 

Nuvemshop

Outra plataforma é a Nuvemshop. Nela você encontra planos a partir de R$ 49,99 para alocar seu e-commerce e consegue gerenciar seus produtos de forma simples e rápida, automatizar as vendas com segurança, e ainda fazer a integração com outros marketplaces e com as redes sociais, como Instagram e Facebook. A plataforma possui ferramentas de marketing que ajudam a alavancar suas vendas, isso além do layout personalizável que traz o diferencial para seu e-commerce.

Woocommerce

Diferente das outras duas plataformas, o Woocommerce é um plug-in gratuito para empresas que utilizam o WordPress para criar seu site. Ele foi projetado para pequenas empresas e permite que a construção da loja seja feita em código aberto. 

Outra característica é que o Woocommerce possui uma fácil interface de trabalho intuitiva. Sobre suas funcionalidades podemos destacar o cadastro e o gerenciamento de produtos, o ativamento de opções para desconto, entregas otimizadas, ativação de contagem regressiva em promoções e a possibilidade de acompanhar as métricas de marketing da loja. 

Passo 3: Pense na logística 

A logística é uma das partes mais importantes de uma loja online, já que quanto mais rápido uma pessoa recebe seu produto, mais fácil ela se tornará um cliente assíduo. Isso traz relevância no desempenho das vendas online

Na logística é trabalhado o controle do estoque, o frete, o planejamento de vendas e o empacotamento do produto. É interessante investir nesta fase de empacotamento, pois ela pode ser um recurso para o encantamento do cliente, já que cada vez mais a personalização faz parte do processo de vendas. 

Vale ressaltar que existem etapas a serem seguidas para atribuir ao seu e-commerce uma logística de qualidade. 

Você tem que passar pelas seguintes fases: o planejamento de vendas e operações, que é basicamente o planejamento de toda a venda, desde o armazenamento até a entrega; o controle de estoque, evitando o acúmulo e organizando o que está disponível ou não;  a definição dos indicadores de performance, que é saber se seu processo está sendo eficiente; e a redução de custos, ou seja, a análise dos gastos com envio.

Além disso, um dos principais fatores da  logística e o responsável por definir o frete é como será feito o transporte do produto. A principal empresa no Brasil hoje de transportes é o Correios, é possível fazer contrato com eles para baratear os custos. Porém, existem outras transportadoras, como a Melhor Envio e FreteNet,  ambas fazem integração com as lojas virtuais citadas acima. 

Há ainda transportadoras que trabalham com o esquema fracionado de envio de produtos. O transporte ocorre em nível nacional e internacional. Porém, o valor e a demora para o produto chegar ao cliente talvez seja um dos fatores para que ele desista da compra. Além disso, o valor é um pouco mais alto, já que a transportadora fica com parte do frete.

Passo 4: Analise a concorrência

A análise da concorrência é feita a partir do benchmarking, que nada mais é do que um processo de comparação entre produtos ou serviços, e é importantíssima para avaliar a gestão da sua empresa. Durante esse processo são feitas pesquisas para comparar os resultados das ações de cada empresa do mesmo ramo.  

É importante analisar cerca de três concorrentes diretos e indiretos do mesmo segmento com o objetivo de ter uma ideia de quantas e quais são as categorias, analisar ainda a descrição do produto e outros aspectos importantes. 

Outro fator a se analisar nos sites concorrentes são as imagens dos produtos, elas devem ser nítidas e grandes para trazer profissionalidade ao e-commerce, além da quantidade de fotos em cada item, afinal de contas mostrar detalhes gera maior interesse de compra. 

Passo 5: Defina os meio de pagamento

Por último, mas não menos importante, é necessário definir os meios de pagamento da sua loja virtual. Existem três maneiras de receber seus pagamentos online. Elas são: 

Contato direto com o adquirente

Adquirente são as empresas que mediam as relação entre os bancos e as bandeiras. Nesta opção o lojista tem o contato direto com o adquirente conseguindo negociar as taxas da transação e, ainda, pode acompanhar a experiência do cliente de perto.

Intermediário de pagamento

Essa opção é a mais recomendada para quem acabou de criar um e-commerce, já que é simples de utilizar e auxilia o lojista em certos aspectos, como assumir o risco de fraude e adiantar os recebíveis. É basicamente uma empresa que faz o processo de venda do seu produto. Após o cliente confirmar a compra ele é redirecionado para a página do intermediário onde realizará o pagamento.

Gateway de pagamento

Gateway é uma ferramenta que conecta seu e-commerce à uma instituição financeira. Nela é feito o processamento on-line do pagamento, seja por crédito, débito, boleto, entre outros. No geral, o funcionamento é bastante parecido com as máquinas de cartão físicas. 

Portanto, ao seguir esses passos você já pode começar suas vendas, mas sempre prestando muito atenção às mudanças nas tecnologias. É importante estudar sobre o assunto, anotar e se manter atualizado em relação ao e-commerce. Nada melhor do que abrir seu negócio e ver ele prosperar, não é mesmo?

Agora que você descobriu como montar sua loja virtual, ficou mais fácil colocar em prática todos os passo e finalmente começar suas vendas online. Se ficou alguma dúvida ou quer saber mais sobre como montar sua loja virtual fale com um de nossos consultores. Estamos te esperando para ajudar seu negócio a crescer. 

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM DE:

Sobre Nós

Atualmente, estar presente no meio digital é primordial para a sobrevivência de qualquer negócio. A ONLINESITES está a 15 anos desenvolvendo sites e estratégias de marketing digital para empresas de vários segmentos do mercado. Em nosso portfólio temos mais de 350 clientes ativos no Centro Oeste Mineiro, região metropolitana de Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro.

Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites.
Av. Cel. Júlio Ribeiro Gontijo, 321 - Esplanada
Tel.: (37) 3221-5817

Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites

© 2019 - Todos os direitos reservados