Como definir o melhor meio de pagamento para sua loja virtual

Tempo de Leitura: 7 minuto(s)

Como você já deve saber, ter um e-commerce pode trazer grandes benefícios para o seu negócio. Além de economizar gastos com uma loja física, você será capaz de alcançar seu público alvo de uma maneira mais fácil e oferecer uma experiência de compra única. Todavia, para isso é necessário definir alguns tópicos essenciais antes de qualquer coisa. 

Em primeiro lugar, é preciso pensar no planejamento e na forma da gestão da sua loja: em qual plataforma seu e-commerce será alocado, como cadastrar seus produtos, como fazer o cálculo do frete, como escolher fornecedores, entre outras coisas importantes. E entre esses tópicos com certeza está a definição dos meios de pagamento da loja virtual.

Afinal de contas, para vender um produto ao consumidor é importante entregar mais de uma opção de pagamento (cartão de crédito, débito, boleto e transferência, por exemplo), além da qualidade, é claro. 

Então, vale ressaltar que para isso é necessário pensar nos aspectos técnicos que envolvem esses meios de pagamento. Existem três modos para você receber suas transações online, são eles: contato com adquirente, intermédio de pagamento e os gateways.

Sendo assim, se você acabou de abrir sua loja virtual e está na dúvida sobre qual é a melhor opção para seu negócio, continue lendo este artigo que vamos te contar!

Afinal, quais são os meios de pagamento da loja virtual?

Abrir uma loja virtual é um processo simples, como você já deve saber. Porém, para que tudo dê realmente certo é necessário fazer algumas escolhas importantes e específicas, como é o caso da escolha dos meios de pagamento da loja virtual

Pensando nisso, logo a seguir separamos os três modos de pagamento que existem hoje no mercado. Explicamos o que cada um faz e os benefícios que oferecem. Assim, você que acabou de montar um e-commerce pode decidir qual é a melhor opção para o seu negócio. Confira:

1. Adquirentes

Os adquirentes são empresas que fazem o serviço de recebimento dos valores das compras realizadas através de cartões de crédito e débito, e depois repassam o dinheiro para o lojista. 

É importante ressaltar que realizar as vendas através de contato com adquirente é algo muito interessante para lojas de pequeno porte. Isso porque a empresa contratada é responsável pela captura, transmissão e armazenamento dos dados dos cartões de crédito, além de efetuar a liquidez financeira.

É importante deixar claro que são empresas consolidadas que realizam esse tipo de transação, as quais se comunicam diretamente com as bandeiras dos cartões (como Visa e Mastercard) e com os bancos emissores (como Itaú, Bradesco, HSBC). Temos como exemplo de adquirentes: a CIELO, a REDECARD, a GETNET, a STONE, entre outras.

No entanto, saiba desde já que para utilizar uma empresa adquirente no seu processo de vendas é necessário manter um sistema antifraude. Esses sitemas são encarregados de validar, prevenir e detectar fraudes em cartões de crédito. Assim, contratando esse serviço você evita prejuízos para o seu caixa. Alguns exemplos dessas empresas são: Clearsale, Fcontrol e CyberSource.

2. Intermediários

Por sua vez, intermediários, subadquirentes ou facilitadores de pagamentos, são empresas que fazem o intermédio de pagamento entre lojistas, adquirentes e clientes. Com esse serviço você já tem algumas garantias, como proteção contra fraude, segurança de dados, capital de giro, conciliação financeira simplificada, além de diversos meios de pagamento da loja virtual sem complicação. 

Esse meio de pagamento é recomendado para micro e pequenas lojas virtuais, pois oferece um pacote completo de funcionalidades para gerir seu negócio com tranquilidade. Como exemplos de intermediários temos: PagSeguro, Paypal, Hotmart, Moip, Boleto Simples, Stripe, etc. Em geral, são empresas com baixo custo e que são de fácil integração, possibilitando assim uma melhor implementação na sua loja.

Como exemplo prático do processo de compra podemos ver que o cliente, ao finalizar uma compra dentro da interface da loja virtual, será direcionado para a página da empresa intermediária escolhida, e nela o processo de pagamento será concluído. Você receberá um feedback sobre a conclusão da sua compra do intermediário em seguida, caso ela seja aprovada, e o site contará com a atualização do status da venda. 

Apesar de cobrar uma porcentagem de juros sobre cada compra, os intermediários fazem análise de risco e ainda oferecem a opção de pagar tanto à vista quanto em parcelas, algo que pode agradar bastante os seus clientes. 

3. Gateway

Para finalizar, o gateway de pagamento é uma ferramenta que interliga uma loja virtual com uma instituição financeira, assim computando o pagamento da venda online através de cartões de crédito, débito, transferências, boletos e outros.

Essa ferramenta basicamente coleta as informações necessárias para realizar as transações direto com os adquirentes, os quais irão processar o pagamento posteriormente. Esse sistema funciona como uma máquina de cartão de crédito física. 

Todo o processo de venda com este meio de pagamento é realizado dentro do próprio site da sua loja. Logo, é recomendado para lojas de maior porte que já possuem uma maior infraestrutura. 

Além disso, assim como no processo através de adquirente, é necessária e contratação de uma empresa que instale um sistema antifraude e também um sistema conciliador entre as duas ferramentas.

Escolha o melhor meio para a sua loja

Sendo assim, para escolher os melhores meios de pagamento da loja virtual, tudo o que você precisa fazer é entender de fato quais são as preferências dos seus clientes e de que forma eles preferem pagar. 

Uma pesquisa feita pela Atlas E-commerce, junto com a empresa Moip, mostrou que a maior parte das transações financeiras no país é realizada através de cartões de crédito. Entre 2013 e 2014, 73,44% das compras foram feitas no crédito – e é claro que esse número deve ter aumentado ainda mais

De acordo com a Moip, a maior utilização dos cartões de crédito mostra que a facilidade de parcelamento instiga o consumidor brasileiro a comprar. Por isso, talvez seja interessante optar por um sistema de pagamento que permita isso. 

Logo, para fazer a melhor escolha de meios de pagamento da loja virtual é necessário priorizar as necessidades dos seus clientes e estabelecer suas preferências de serviço. Nunca se esqueça de que o meio de pagamento é muitas vezes o diferencial para o cliente finalizar o pedido. 

 

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM DE:

Sobre Nós

Atualmente, estar presente no meio digital é primordial para a sobrevivência de qualquer negócio. A ONLINESITES está a 15 anos desenvolvendo sites e estratégias de marketing digital para empresas de vários segmentos do mercado. Em nosso portfólio temos mais de 350 clientes ativos no Centro Oeste Mineiro, região metropolitana de Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro.

Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites.
Av. Cel. Júlio Ribeiro Gontijo, 321 - Esplanada
Tel.: (37) 3221-5817

Marketing Digital e Criação de Sites - Onlinesites

© 2019 - Todos os direitos reservados